sexta-feira, 19 de junho de 2009

Intercom Norte 2009 – Segunda Parte



Li certa vez que o CAOS é bom e necessário, não sei que tipo de ‘caos’ estavam se referindo na frase, mas sei que alguns são nada úteis.
Se de manha tivemos alguns problemas, na parte da tarde não seria diferente, o tal problema com o som parecia não ter fim. Mas como me disseram, não há como ter um evento sem problemas, ainda mais eventos importantes e de grande porte, são nestes que os problemas aparecem com mais freqüência.
À tarde fui dar uma ‘bisbilhotada’ no Intercom Junior, uma espécie de TCC no congresso, este foi dividido em quatro salas:



· D13: Jornalismo;
· D14: Publicidade e propaganda, Relações Publicas, Comunicação audiovisual e Estudos Interdisciplinares da comunicação;
· D15: Comunicação Midiática;
· D16: Interfaces Comunicacionais e Comunicação, Espaço e Cidadania.

Me atrevi somente a entrar na sala de jornalismo, onde uma moça (que não descobri o nome) apresentava um trabalho sobre jornal impresso infantil. Confesso que era maçante, deve ser por isto que as salas do ‘Junior’ estavam tão vazias, pelo visto os participantes do congresso estavam focados em assistir as apresentações do EXPOCOM, onde os trabalhos apresentados são premiados e o primeiro lugar vai para o INTERCOM nacional concorrer com as demais regiões vencedoras.


Logo o sol se foi e chegou à hora do jantar, sinceramente, não sei por que há cronogramas se a maioria deles não é seguida, e ainda, uma pergunta que não quer calar: Porque o jantar foi colocado no mesmo horário do inicio das oficinas? Estudante por acaso não come?
Os contratados para servir o jantar se atrasaram cerca de 30 minutos, isto fez com que os participantes ficassem alvoroçados, afinal a UNIRON está longe de tudo. A esperança seriam as barraquinhas de alimentação que sempre estão presentes na frente da faculdade, faça chuva ou não, elas sempre estão lá, mas ontem nenhuma apareceu, não sei se por causa do feriado “Dia do Evangélico” (nada contra religião alguma, mas acho uma puta besteira um feriado como este. Qual a historia cultural que ele trás nesta data?). Já alimentados às pessoas se direcionaram para suas Oficinas, a minha foi sobre Fotografia na Era Digital, com a professora e mestre Juliana Nascimento Torezani da UNIME – IUNI/BA.


Ao menos posso falar da minha oficina, que foi deveras interessante, a primeira parte foi apenas teoria, porém cheia de curiosidades que eram até então por mim desconhecidas. Ainda não tive tempo de coletar informações sobre as outras oficinas.
Logo após iniciou-se a programação cultural, uma forma de divertir e integrar os alunos. Primeiramente tivemos a peça teatral “Frei Mulambo”, a luz de velas e aroma de incenso, os alunos sentaram-se ao chão para prestigiar esta obra prima. Divertida e diferente, a peça animou a todos que seguiram depois para o Lual, programado, mas organizado de ultima hora pelos membros da Radioweb Rock Porto Velho CAOS e TORA Produções. Com o microfone aberto ao publico, alunos de diversos lugares tocaram e cantaram próximos a fogueira feita pela organização da faculdade. Esta foi a hora que em que realmente os estudantes interagiram entre si e até mesmo entre professores e organizadores, que puxaram as cadeiras e se juntaram a fogueira.


Apesar do Lual ter tido os mesmos problemas técnicos de som que assombraram este primeiro dia de congresso, no final tudo acabou bem, aliais, pelo que soube tudo amanheceu bem.
Amanhã teremos mais EXPOCOM, Palestras, Debates e claro, para fechar a noite, será oferecido aos presentes um Sarau com declamações de poemas entre outras atividades culturais, e em uma tenda no estacionamento, onde acontecerá shows com bandas locais e do interior.



Fiquem ligados, Porto velho CAOS o INTERCOM NORTE é aqui!



Poliana Zanini




Nenhum comentário:

Postar um comentário