sexta-feira, 9 de abril de 2010

2º Dia do Festival Fora do Eixo. CONFIRA!



Quarta-feira, segundo dia do Festival Fora do Eixo e São Paulo anoitece com chuva e frio intenso. Parecia uma prova de resistência ao público que queria comparecer ao Studio SP para ver o show do Macaco Bong (MT) e Caldo de Piaba (AC), programação do dia para o festival. Mas o público passou bem por esse teste, pois chegou bem numeroso à casa de show, e como retribuição ganhou dois shows de alto nível, fazendo com que as condições climáticas adversas fossem esquecidas por aqueles ali presentes.

Macaco Bong abriu a noite instrumental. A intensidade e técnica de sempre, que os levaram a ser uma das bandas mais representativas do Circuito Fora do Eixo, foram demonstradas ao público em uma mescla de set list com canções das antigas, do já conceituado álbum “Artista Igual Pedreiro” (2008), e novidades muito interessantes que estarão presentes no novo registro fonográfico da banda.

Durante o show, participação de Otto Ramos, tecladista da Minibox Lunar, em uma jam de tirar o fôlego.



Outra jam no fim do show, foi um dos pontos altos da noite. O Macaco Bong vai deixando o palco aos poucos, para a entrada do Caldo de Piaba, mas sem que o som fosse interrompido. Os músicos vão improvisando, trocando de instrumentos, até que um trio sai por completo do palco e o novo trio assume.

Caldo de Piaba à postos, e a levada da noite muda. Sai a intensidade e a pegada visceral dos mato grossenses, e entra o suingue e a pluralidade estética dos acreanos.



O show prossegue e a frente do palco se torna uma verdadeira pista de dança, espantando ainda mais o frio da noite paulistana. Novamente acontece a participação do convidado de honra da noite, Otto Ramos, colocando ainda mais tempero no caldeirão sonoro.

Em meio ao repertório próprio e versões de influências regionais e globais, o Caldo faz um show que fecha a segunda noite do Festival Fora do Eixo com o público pedindo bis, prontamente atendido pela banda que manda uma versão de I Want You (She´s So Heavy), mostrando como seria caso os Beatles tivessem dado uma volta pela região amazônica.

Que venha o terceiro dia.

visite: http://foradoeixo.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário